terça-feira, 18 de julho de 2017

Construindo um tablado para Bateria

Olá, espectros demoníacos! Como vocês estão indo? Eu espero que estejam indo bem… ….pra longe daqui!
Vamos encarar a realidade, ninguém lê isso aqui e eu não sei para quem eu escrevo, então a grande realidade é que qualquer rudeza, rispidez ou aspereza na redação do meu texto não afetaria ninguém. Se afetar, vocês todos sabem que tem muito mais do que eu!
Ótimo! Dadas as devidas introduções e apresentações, hoje vou falar pra vocês sobre como eu construí um tablado para tocar bateria. Vamos lá! (“vamos”, como se eu não estivesse sozinho nessa…)

Problemática

Mesmo fazendo uso de uma bateria eletrônica que não emite praticamente nenhum ruído acústico, mesmo instalando o instrumento em um ambiente cercado por vidro reduzindo para zero os já praticamente nulos ruídos acústicos emitidos, ainda assim o uso do pedal de bumbo provoca vibrações na laje que eventualmente podem causar incômodo a demais pessoas que habitam o mesmo prédio que o músico.

Motivação

Não causar incômodo ao próximo. Se as demais pessoas no mundo pensassem assim também o mundo seria um lugar absurdamente melhor!

Mas, o que raios será feito?!

O projeto consiste na elaboração de um tablado para bateria (sim, como está escrito no título) cuja ideia é criar um piso elevado amortecido de modo que as vibrações do instrumento não sejam transferidas para o chão.
Este resultado é obtido através do isolamento entre o piso elevado e o chão com material dotado de propriedades de absorção de impactos.
Como budget é um desafio em qualquer cenário, o material dotado de propriedades de absorção de impactos utilizado foi bolas de tênis usadas (sim, você leu isso certo, bolas de tênis usadas).
Por que usadas? Simples, porque custam menos e atendem o mesmo propósito.
Então, cria-se uma estrutura em camadas na seguinte ordem e materiais:
  • Uma camada de EVA com espessura mínima de 10mm. Isso ajuda na absorção de impactos além de impedir que a estrutura toda escorregue;
  • Uma camada de compensado com espessura mínima de 15mm. Esta primeira chapa manterá as bolas de tênis em seu devido local;
  • Uma camada com as bolas de tênis em si. Separadas com espaçamento máximo de 500mm entre elas conforme será dito mais posteriormente neste texto;
  • Outra camada de compensado com espessura mínima de 18mm. Esta última é onde será apoiado o instrumentos e onde o músico efetivamente ficará. Eu usei uma chapa mais fina - 15mm - e achei que o resultado ficou aquém do esperado;
  • Opcionalmente pode-se adicionar uma camada posterior de acabamento que pode ser um carpete, piso laminado, piso frio, vinílico, verniz, tinta, entre outros.
Figura 1 - A primeira figura do documento

Assim sendo, acompanhem-me nesta maravilhosa epopeia onde passarei pelos quatro mundos desta investida: Projeto, Construção, Instalação e, por fim, Conclusões e Próximos passos! Vamos lá!

2 comentários :

  1. É uma excelente iniciativa. Quanto vc acha que pode ter gasto com esse projeto? E tempo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Wagner! Eu acredito ter gastado por volta de R$500,00 com o projeto e de tempo total de execução foram algo perto de 8 ou 10 horas. Tendo as ferramenta, o espaço, e o mais importante, as medidas, é super rápido! Para o projeto acho que demorei outras 6 a 7 horas.

      Forte abraço! :D

      Excluir